segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Minha homenagem a você, Hod

Ai, quem me dera


Ai quem me dera percorrer estrelas
Ter nascido anjo e ver brotar a flor
Ai quem me dera uma manhã feliz
Ai quem me dera uma estação de amor

...
Ai quem me dera ao som de madrigais
Ver todo mundo para sempre afins
E a liberdade nunca ser demais
E não haver mais solidão ruim

...
Ai quem me dera ouvir o nunca mais
Dizer que a vida vai ser sempre assim
E finda a espera ouvir na primavera
Alguem chamar por mim...

(Vinicius de Moraes)

*****************************

Amigos,

Agora já um pouco mais refeita da dor da surpresa que nosso querido, amado amigo Hod houve por bem nos fazer participantes, venho prestar minha homenagem a esse grande ser humano que soube conquistar a todos nós em sua caminhada por esse um ano repleto de profundos ensinamentos no seu  CarpeDiem.
Oportunamente,  talvez eu venha a colocar aqui um dos excelentes Projetos do Hod, dentre tantos outros que ele possuía, como homem de visão e idealista que era, e do qual ele me fez conhecedora/participante, pelo simples fato de eu ter criado e colocado em prática o Projeto Adormecer e Acordar Palavras ( Lexicoterapia), bem como alguns outros Projetos Educacionais dos quais sou autora/co-autora.

Nosso poeta está agora em outras ATMOSFERAS, trabalhando e tecendo O MELHOR da poesia, estejam certos, e fazendo de tudo para que seus projetos na terra tenham continuidade, ganhem a altura da Gaivota e alcancem a plenitude que ele mais almejava!

Doeu demais, você nos deixar assim, Hod...
Mas vamos dar sequência nos seus mais nobres ideais, querido visionário. Creio que, assim como eu, muitos dos seus amigos também possuam Projetos Educacionais que já estavam sendo delineados por você, em sua vida aqui junto a nós.

Não podemos deixar que  seus sonhos desvaneçam, vou  juntar-me aos amigos que queiram lutar por uma   das grandes causas defendidas por você!

Claro que você deveria estar aqui para presenciar também a  nossa Literatura Holográfica, Hod...uma de suas 'esperas tecnológicas' de ultíssima geração, e que você me pediu para direcionar meus conhecimentos e estudos para essa inovação num futuro não muito distante: Literatura em 3D, holos=luz...e assim você,  mestre e amigo, ia passando e compartilhando tudo que sabia, de maneira tão desprendida e generosa, que estou certa de que Deus irá honrá-lo por tão grande bem, por tanto amor dispensado a tantos amigos seus, sem medida!!

Hod, amigo querido de alma nobre e pura, não foi em vão que você COMPARTILHOU tantas riquezas conosco...
Não foi em vão que você COMPARTILHOU tantas BÊNÇÃOS neste seu breve espaço/intervalo chamado VIDA!
Você soube do nosso afeto. Você recebeu nossa mais terna amizade. Você teve de nós o melhor em fidelidade, admiração e carinho.
Agora, Paz é o que desejamos. Colha seus frutos, amigo.

Alôha!
Esteja feliz aí ao lado de Deus, onde, seguramente, estaremos todos um dia!
Postar um comentário