nnn

domingo, 11 de setembro de 2011

As Bênçãos

(selo oferecido por Samara Angel)

Não tenho a anatomia de uma garça
pra receber em mim
os perfumes do azul.
Mas eu recebo.
É uma bênção.
Às vezes se tenho uma tristeza,
as andorinhas me namoram mais de perto.
Fico enamorado.
É uma bênção.
Logo dou aos caracóis os ornamentos de ouro
para que se tornem peregrinos do chão.
Eles se tornam.
É uma bênção.
Até alguém já chegou de me ver passar a mão 
nos cabelos de Deus!
Eu só queria agradecer.
(Manoel de Barros, poeta único, telúrico sem ser, às vezes...)


Meus queridos,
sabem aquela velha história de a gente dizer assim: 
"ESSE POEMA EU DESEJARIA TER ESCRITO!"?
Então. Simples assim.
Uma semana abençoada para vocês!

Postar um comentário