domingo, 17 de fevereiro de 2013

Minha paixão: Neuropsicopedagogia




Neuropsicopedagogia é uma ciência que estuda o sistema nervoso e sua atuação no comportamento humano, tendo como enfoque a aprendizagem. A Neuropsicopedagogia procura fazer inter-relações entre os estudos das neurociências com os conhecimentos da psicologia cognitiva e da pedagogia.
         A Neuropsicopedagogia tem sua base na Psicopedagogia, porém conforme Krug (2011) além das atribuições do psicopedagogo de estudar as características da aprendizagem humana, processos de ensinagem e a origem das alterações na aprendizagem promovendo a identificação, diagnóstico, reabilitação e prevenção frente às dificuldades e distúrbios das aprendizagens, o neuropsicopedagogo, mediante seus saberes e conhecimentos em neurociências, poderá elaborar pareceres de encaminhamento para neurologistas, pediatras e psiquiatras, auxiliando-os na identificação diagnóstica, mediante o quadro de sintomas e queixa principal.
        A Neuropsicopedagogia tem as mesmas bases de regulamentação da Psicopedagogia, pautadas nos seguintes documentos:
• Lei 3124/97 – Senado Federal, que pode ser acompanhada a sua tramitação pelo site da Câmara dos Deputados;
        Também as atividades e atribuições do profissional em Psicopedagogia, servem de base para os da Neuropsicopedagogia, conforme dispõe o art. 4º do projeto de lei 3512 de 2008, que regulamenta a função de psicopedagogo:
v intervenção psicopedagógica, que visa a solução dos problemas de aprendizagem;
v realização de diagnóstico psicopedagógico;
v utilização de métodos, técnicas e instrumentos psicopedagógicos para a pesquisa, prevenção, avaliação e intervenção relacionadas à aprendizagem;
v consultoria e assessoria psicopedagógicas;
v apoio psicopedagógico;
v supervisão em trabalhos teóricos e práticos em psicopedagogia;
v orientação, coordenação e supervisão dos cursos de psicopedagogia;
v direção de serviços de psicopedagogia;
v projeção, direção ou realização de pesquisas psicopedagógicas.
           Contudo, os Neuropsicopedagogos possuem um conhecimento melhor estruturado sobre a função cerebral, entendendo a forma como esse cérebro recebe, seleciona, transforma, memoriza, arquiva, processa e elabora todas as sensações captadas pelos diversos elementos sensores para, a partir desse entendimento, poder adaptar as metodologias e técnicas educacionais a todas as pessoas e principalmente, aquelas com características cognitivas e emocionais diferenciadas. Diante desses saberes, os Neuropsicopedagogos poderão desempenhar funções como:
·                     Rever aspectos do desenvolvimento humano a partir das novas descobertas das neurociências;
·                     Enumerar fatores que afetam negativa e positivamente o desenvolvimento neuropsicológico;
·                     Reconhecer aspectos envolvidos nos processos de memória e atenção relativos à aprendizagem;
·                     Compreender os problemas referentes ao Déficit de Atenção e Hiperatividade, transtornos de aprendizagem para que se realizem encaminhamentos pedagógicos pertinentes a cada caso;
·                     Relacionar memória e desenvolvimento destacando recursos que favorecem a aprendizagem;
·                     Assessoramento técnico frente a instituições voltadas ao trabalho de Educação Especial Inclusiva, Atendimento Clínico ou, em mais recente proposta, no apoio ao trabalho com a Saúde Mental.
            De acordo com o Centro-Sul Brasileiro de Pesquisa e Extensão – CENSUPEG, considerada uma das instituições pioneiras no Brasil em ofertar o Curso de Pós-Graduação com Especialização em Neuropsicopedagogia, os profissionais desta área são qualificados para:
• Compreender o papel do cérebro do ser humano em relação aos processos neurocognitivos na aplicação de estratégias pedagógicas nos diferentes espaços da escola, cuja eficiência científica é comprovada pela literatura, que potencializarão o processo de aprendizagem.
• Intervir no desenvolvimento da linguagem, neuropsicomotor, psíquico e cognitivo do indivíduo.
• Adquirir clareza política e pedagógica sobre as questões educacionais e capacidade de interferir no estabelecimento de novas alternativas neuropsicopedagógicas e encaminhamentos no processo educativo.
• Compreender e analisar o aspecto da inclusão de forma sistêmica, abrangendo educandos com dificuldades de aprendizagem e sujeitos em risco social.
         Entretanto, ainda se faz necessária a regulamentação da Neuropsicopedagogia, seguindo assim o exemplo do Conselho Regional de Psicologia, o qual regulamentou o Especialista em Neuropsicologia, porém no site da Associação Brasileira de Psicopedagogia há informações de quais os procedimentos legais para abrir um consultório voltado a prática psicopedagógica.


Fontes: aqui aqui.

13 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Falta um artigo na lei:
"O neuropsicopedagogo deverá exercer suas atividades com, pelo menos, metade da paixão da professora D. Maria das Graças Lacerda."

Beijos, apassionata.

Maria das Graças Lacerda disse...

Wow, Rodolfo!

Que lindo!
E que susto...rs
Mais uma vez, suas palavras só fazem engrandecer esta que vos fala!rs
Obrigada, meu amigo!
Vou pensar no assunto e sugerir para a ABPp, ok??

Abraços "neuropsicopedagógicos"....

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Graça
Como vai, amiga???
Tomara que super bem!!!
Pensei agora ao ler o seu post em como era tão "ignorante" ao pegar uma turma de alunos especiais no início da minha carreira pedagógica e fui aprendendo com eles...
Naquela época remota, não havia especialização quase... mas gostei tanto que fiquei 7 anos...
Creio que sou "especial" também pois aprendi na Pós que convivemos com o que nos é semelhante... rs...
Gosto desse seu encanto pela pedagogia...
Nunca me interessei em teorias... por isso não criei uma escolinha pra mim... não me faltaram sugestões... mas não estava a fim de me dedicar à teoria; fui, na Rede pública, auxiliar da direção... com muito gosto... elas têm a teoria e nós, a prática... rs...
Bjm de paz e orante

☆Lu Cavichioli disse...

Gracinha, vc nasceu pra ser mestra!
RR disse tudo miga!

Miga, lendo tua blogada (impecável) - diga-se de passagem, lembrei de Piaget que era um estudioso do conhecimento humano a partir do nascimento.

Lembro que todos seus estudos eram direcionados mais às crianças e que trabalhava o desenvolvimento da inteligência.
Afff será que falei besteira? rs

AAh como é bom a gente vir aqui e aprender, aprender e aprender!
mile baci minha AMIGA super INTELECTUAL.

Corrija se eu falei alguma besteira, please!
mile baci

Luluzinha C.

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais esteja à vontade, decerto que irei retribuir seguindo também o seu blog.
Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

Fruto do Espírito disse...

Olá querida,
A Paz de Cristo!

Vim conhecer seu blog e logo de cara gostei muito do post, sua forma simples de expor o assunto e ao mesmo tempo esclarecendo aos leigos com muita propriedade o assunto em questão.

Espero no meu cantinho, por isso estou deixando o link para visita:
http://frutodoespirito9.blogspot.com/
Será uma honra tê-la como seguidora.

PARABÉNS PELO BLOG!!!

Em Cristo,

***Lucy***

Maria das Graças Lacerda disse...

Olá, Rosélia!

Desculpe a demora em responder, minha amiga! Andei às voltas com a minha monografia, e agora graças a Deus terminei, e já vou entregar...
Sabe, na verdade, nunca cheguei a lecionar para os pequenos, e creio que seja mesmo uma coisa de Deus amá-los assim tão ardorosa e incondicionalmente, e desejar com tanta paixão trabalhar com eles.
Nós duas iniciamos no Magistério mais ou menos pela mesma época, creio eu, a julgar pelos e-mails que trocamos, aquela vez. tudo que vc relata aqui foi vivido por mim nas minhas peregrinações como professora, pois sou muito observadora e sensível com as realidades da Educação!
Somos duas ESPECIALÍSSIMAS, minha amiga! Concordo plenamente que convivemos com o que nos é semelhante...
Fiquei um ano e meio no P.E.T.I (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), e esse ano estou no PEMSE (Programa de Medidas Socioeducativas). Ambos, do Promenor.
Rosélia, estou que não vejo a hora de me aposentar devido a cansaço físico, mas conviver com esses garotos carentes, desestruturados, dependentes químicos (muitas vezes) tem sido muito gratificante!! Eu os amo!!Ajudá-los na sua reinserção na sociedade é tudo de que um cristão pode se alegrar!!!
Bjs, minha querida!!E parabéns por ser assim tão linda!
Logo voltarei para esse convívio espiritual tão gostoso!
Obrigada pela sempre amizade e presença!
Deus abençoe e ilumine seus dias!!!!

Maria das Graças Lacerda disse...

Miga querida Lu!

Não, amada, vc não disse nenhuma besteira...e depois diz que eu sou a intelectual!rs
Vc também é super-hiper-megaculta!!!
Orgulho-me de ter como amiga alguém com quem aprendo muito também!
Não vou jogar confete...vc já sabe disto há muito tempo!!!!!
Estou a pensar seriamente nas suas palavras..."Vc nasceu para ser mestra". Miga, ainda hei de cursar o meu mestrado, se Deus assim o quiser! Já me sinto mestra, porque sou curiosa, investigadora, indagadora, pesquisadora. Obrigada por considerar-me assim também.
Com amor, humildade e suor a gente chega em qualquer lugar e posição, seja ela qual for, vc não concorda?
Bjs, querida amiga.

***Está quase! Agora faltam as provas,no começo do mês. E aguardar com fé!

Maria das Graças Lacerda disse...

Olá, António!

Muito prazer, caro amigo. Perdoe-me a demora, mas estava escrevendo e digitando meu Trabalho de Conclusão de Curso e não estava muito presente na net.
Acho muito bonito seu nome em português de Portugal! E ao lê-lo, lembrei-me de que na minha monografia fiz referência ao grande poeta português Eugénio de Andrade, mas havia escrito no nosso português do Brasil, com circunflexo...rs
Mas, António, como posso estar certa de que és de Portugal? Somente pelo teu nome? Só há uma maneira de saber.
E é o que vou descobrir já,já.

*****
Um grande abraço, seja muito bem-vindo e agradeço os elogios aos Botões de Madrepérola.

Maria das Graças Lacerda disse...

Oi, Lucy!

A Paz de Cristo Jesus para você também, minha querida!

Desculpando-me pela demora, agradeço sua visita e suas palavras, muito sábias.
Vou visitar seu blog em breve para conhecê-la melhor, aguarde-me!
Um abraço bem grande e esteja com Deus sempre.
E seja muito bem-vinda a meus Botões Madrepérola!

António Jesus Batalha disse...

Amiga Maria é uma honra para mim tê-la como amiga estive a ler o seu texto e trouxe-me recordações da minha juventude, pois minha ideia era ser professor, o que me levava a admirar e respeitar os professores.
Estive também a ver as fotos do casamento, muito lindo e a senhora tem uma família muito bonita. Claro que sou português vivo nos arredores de Lisboa, na cidade de Odivelas.
Minhas saúdações.
Abraço.

António.

☆Lu Cavichioli disse...

Gracinha do meu cuore, chegando agora, mas ainda tá valendo pra te dar aquele abraço cruzado (que é mais gostoso) rs pelo dia internacional da mulher.

Te gosto imenso, vc sabe!
mile baci cara mia!

Lu C.
:)

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Vim te visitar e me emocionei com uma resposta assim tão linda que deu-me... Obrigada, amiga...
Vc é demais!!!
Leia por demais o que de melhor vc gostaria de ouvir... rs...
Bjm de paz e bem