quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Blogagem Coletiva


NÃO À VIOLÊNCIA!!!
Meu RECADO possui um teor talvez um pouco diferente... por dois bons motivos:
1. Não acho que devamos mais apenas discorrer sobre esse mal que vem assolando assustadoramente a humanidade (discutir é bom e proveitoso) mas apresentar soluções! Aqueles que acreditarem e botarem fé, que se juntem a nós!
2. Minha proposta é fruto da vivência, da experiência e de resultados fantásticos conseguidos.
Tenho que revelar um segredo...
EU CREIO NO PODER GIGANTESCO DAS PALAVRAS!!!
E por esse motivo, elaborei certa vez um Projeto Educacional tendo como princípio e tema gerador, o livro CORRESPONDÊNCIA, de Bartolomeu Campos Queirós.
Esse blog, OS BOTÕES DE MADREPÉROLA, nasceu justamente para compartilhar essa ideia de projeto já realizado e com sucesso, numa escola em que trabalhei por exatamente sete anos.
A ideia é simples, mas maravilhosa e funcional!
Se não podemos fazer nada contra essa violência gratuita que já se instalou aí, e que depende mais de poderosos numa tomada de atitude ( que tristemente constatamos não saber por que não o fazem!!!), podemos e devemos ao menos iniciar por nós mesmos, educadores de crianças e jovens, uma prática pra lá de natural...
Adultos de hoje se lembram muito bem de quanto e como foram corrigidos pelos pais, professores e autoridades da época, quando eram pequenos!
Nossos governantes viveram essa realidade!!!
Nós vivemos essa realidade...
O BULLYING
Trabalhar valores e contravalores nas escolas, no mundo inteiro já é uma realidade: escolas adotam programas de redução e prevenção do bulling, e essa tomada de atitude vem de encontro ao constante grito de ‘basta de violência’, começando aí mesmo e estendendo-se pelas comunidades, pela famílias, pela sociedade, de modo geral.
A criança ou o jovem, assediada e ridicularizada, não tem mesmo como se defender, na maioria dos casos, e esse fato é um pulo para a iniciação nos considerados pequenos crimes (se é que se pode dizer ou considerar assim): irá retribuir essas agressividades com outras ainda maiores, pois ela se vê diante de uma situação de discriminação e segregação, e isso ela não pode suportar... Exclusão, agressão física, brincadeiras de mau gosto, críticas ferinas a raças, etnias, religião, nome, aparência física, hábitos, são algumas das formas do bulling, e estou certa que daí começam as pequenas formas de criminalidade.
Não que todos os envolvidos (vítimas) venham, necessariamente se tornar criminosos, mas todos os criminosos, violentos (os fora-da-lei), tiveram com certeza sua iniciação num tipo de situação como essa.
A PROPOSTA
Baseando-me em uma obra do querido escritor mineiro Bartolomeu Campos Queirós, CORRESPONDÊNCIA, desenvolvi esse Projeto Educacional há alguns anos atrás.
Professora (de português) que sou, observei um detalhe que para muitos passa despercebido: O COMPORTAMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM está totalmente estruturado NO SEU UNIVERSO DE PALAVRAS, e isso, radicalmente!
E você, meu querido amigo, poderá dizer-me agora: grande coisa, isso a gente já sabe!
Sim, e sei que sabe mesmo! Só que acho que, o que ainda as pessoas ‘não sabem’ é que MUDANDO-SE ESSE UNIVERSO, MUDAM-SE OS COMPORTAMENTOS! E isso, também radicalmente!!!
RETOMANDO A IDEIA
A partir da obra, criei então o Projeto FAZER ADORMECER E FAZER ACORDAR PALAVRAS, que consiste em enviar bilhetes a um amigo, parente, professor ou colega, diariamente, propondo fazer adormecer palavras negativas, agressivas, tristes e fazendo acordar (tirando do ‘sono’) as ALEGRES, EDIFICANTES, BELAS, HARMONIOSAS... até que possam fazer dessa prática um hábito rotineiro em suas vidas!
Deverão pedir ao amigo/colega que prometa passá-las adiante, ou criar as suas próprias, mas QUE NÃO AS DEIXE DORMIR DE NOVO ‘NO SONO DOS DICIONÁRIOS’!...
REALIZANDO...
1.Caderno de Capa Dura, enfeitado, elegante, para uma determinada quantidade de crianças e/ou jovens.
2.Realizando um verdadeiro brainstorming...
3. Abecedário para escreverem suas palavras, de um lado as negativas, tristes e feias; de outro, as alegres, harmoniosas e bonitas.
4. Enviar, a cada dia, uma palavra a um amigo, parente ou colega: fazer ADORMECER as primeiras e fazer ACORDAR as segundas.
5.Criar o Alfabeto Cívico, porque ali existem palavras de verdadeiro valor para a construção do indivíduo.
6.Não se pode falar de religião? Não faz mal... fale de AMOR.
7.Durante um tempo pré-estabelecido, até que se vejam resultados positivos (e as atitudes revelem uniformidade com o universo de palavras positivas, edificantes, alegres), observar e acompanhar, sempre.
8.Você também participe, não fique como espectador!
9.Elaborar a Carta Magna.
Amigos,
Trata-se de um Projeto Educacional QUE DEU CERTO, e para aquelas crianças e jovens que não possuem escola (por motivo que no momento não vem ao caso), CONSTITUAM-SE PROJETOS SOCIAIS (!) e convidem-me para participar, e apostem se não vou correndo...
Esta é apenas uma SUGESTÃO, porém, como disse, creio no poder infinito das palavras!
Mudam-se as palavras, mudam-se os valores, e mudando valores, mudam-se comportamentos. Sei disto porque VIVO ISTO. .
Desde então, tenho feito esse trabalho sempre, aleatoriamente também, e participado de inacreditáveis resultados!
Utopia, ilusão, loucura, perda de tempo... Chamem a isso o que quiserem, eu a isso chamo prevenção, amor, resgate, ditosa realização! Vale a pena.
Estaremos criando novos adultos, com bons exemplos de vida, e a violência, se não for erradicada de vez, ao menos em grande parte ela será indiscutivelmente REDUZIDA!!!
Vamos tentar???
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
OBS. O Projeto é completo e possui Justificativa, Objetivos, Abrangência, Resultados esperados, Período de realização, Estimativa de custos, Descrição das Ações, Responsável (eis ) pelas ações, Estratégias, Sensibilização, Execução do plano de mobilização, Elaboração e Culminância.
Para participar, é só clicar no banner acima, MIX CULTURAL, à esquerda deste blog.
Postar um comentário