nnn

domingo, 6 de setembro de 2009

A honra é toda minha, meu poeta amigo!

Autorização‏
De: mario Neves (m.f.neves2006@gmail.com)
Enviada: segunda-feira, 7 de setembro de 2009 0:07:45
Para: mglacerda-pa@hotmail.com


Amiga Graça autorização concedida, será uma honra para mim.
Escolha o poema que quiser e quando quiser. Fique a vontade.

Mario Neves

FORA DE CONTROLE

O céu que me cobre não é meu...

Mas ele forra de estrelas

e também de inspiração

as minhas noites de existência.

O ar que respiro não é meu...

Mas ele oxigena meus pulmões

numa função vital

à minha sobrevivência.

O sol que me aquece não é meu...

Mas ele doura as minhas manhãs

de primavera, verão, outono,

E no inverno de preferência.

O amor que sonho não é meu...

Mas ele dá sentido a minha vida

num misto de dor e prazer,

de timidez e efervescência.

O coração que tenho

esse sim é todinho meu...

O único bem que tenho,

mas estou para perdê-lo

porque amo demais

para mantê-lo sob meu controle.

Com você tenho tudo,

o céu, o ar, o sol, o amor...

Sem você não tenho nada,

nem mesmo um coração.

Que belas palavras acordadas!!!

Postar um comentário