nnn

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Espera



Tenho esperado, incansável, um grande Amor
Para aplacar a dor dessa existência
E ao chegar, reconhecendo seu valor,
Vou bendizê-lo e louvá-lo com veemência!


Ah! o Amor, esse tirano de minh'alma
Tem cuidado de zombar-me nesta estrada
Entrefugindo qual louco e sem piedade,
Vai deixando-me sozinha e abandonada...


Vem aplacar-me, Amor, a dor que dói
Vem fazer-me tua amante e tua mãe
Acalma-me o peito itinerante e sem rancor!


Ah, se vieres o melhor irás colher
Serei tua  - te prometo - dar-te-ei sim
O melhor que há em mim -  meu santo Amor!

Graça Lacerda
26/09/10
Postar um comentário