nnn

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Série - Bibliotecas VIII


BIBLIOTECA POTE DE MEL


Meus queridos!
Aqui vocês já viram de tudo um pouco...
Biblioteca na praia...
Biblioteca em cabine telefônica...
Biblioteca em prédio que antes havia sido um presídio...

Mas....  Biblioteca em...panificadora???...Onde está esse tesouro? 
Isso mesmo!
Jornais já noticiaram ( muitas vezes) sobre  a "Biblioteca Pote de Mel", e muitos de nós já tínhamos ouvido falar sobre ela...uma biblioteca livre onde pega-se um livro sem precisar fazer cadastro e pode devolver quando quiser”.
É tudo de bom!!!


Conheçam um pouco da história do criador dessa magistral ideia...
Alessandro Martins, idealizador da Pote de Mel, é jornalista, editor de blogs, admirador de Jorge Luís Borges e tem como filme predileto Magnólia, de Paul Thomas Anderson. Sua música preferida: o primeiro movimento da primeira Suíte Para Violoncelo de Bach. Nem precisa dizer que é um rapaz de extremo bom gosto e superculto, não é, amigos?...
Ele foi muito gentil e autorizou-me a colocar aqui suas fotos ( olhem a simpatia!)...





Re: [Livros e Afins] Contato pelo Site?



De: Alessandro Martins (alessandro1973@gmail.com)
Enviada: segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 11:32:33
Para: Graça Lacerda (mglacerda-pa@hotmail.com)
"Muito obrigado!
Fique à vontade. Será uma honra.
Abraços do Ale.
__________________________
Alessandro Martins - Curitiba - Paraná - Brasil"

Sabem o  que mais me chama a atenção em Alessandro e que me encanta profundamente nele? É quando ele afirma que possui como meta... “encher a cidade de bibliotecas livres”. Não é um sonho isso??? Simples assim...
São palavras dele:
[...]vou para a Panificadora Pote de Mel, peço um café, um pão com manteiga e abro um livro.
Foi natural ter surgido ali, onde sou tão bem recebido, a idéia de fazer uma biblioteca livre onde você pode pegar um livro sem fazer nenhum tipo de cadastro e devolvê-lo quando quiser. Sei que muitos desses livros podem desaparecer da prateleira, mas estou pronto para isso. Na verdade, até conto com isso, pois acredito que livros devem circular. Muitos eu poderei repor com outros títulos e talvez a biblioteca até receba doações mais adiante.[...]
O acervo hoje conta com um grande  número de livros; em sua maioria, doação.
Cada um deles traz a seguinte mensagem:
“Biblioteca Pote de Mel
Funcionamento
1. Leve este livro para onde quiser durante o tempo necessário;
2. Cuide dele. Depois de ler, devolva;
3. Este livro não deve pertencer a ninguém;
4. Se ele estiver em prateleira particular, leve-o, leia-o, passe-o adiante ou devolva à Biblioteca Pote de Mel;
5. Se quiser, doe um livro para a Biblioteca Pote de Mel.
Panificadora Pote de Mel – Rua Conselheiro Araújo, 168 – Curitiba – Paraná
Livros devem circular
Um livro fechado está adormecido.
Se um livro acorda, uma pessoa acorda.”
Conhecida carinhosamente como Bibliopote, a Biblioteca Pote de Mel encontra-se perto da Reitoria da Universidade Federal do Paraná e também do grande Hospital das Clínicas.
“Por ela passam universitários, médicos, pacientes e pedestres de todas as classes sociais. Por outro lado, o atendimento é de primeira, humano e igualitário.”
“Acho bonito que você possa encontrar livros no mesmo lugar onde encontra o pão.”, afirma Alessandro. 
Não é mesmo de tirar todos os chapéus pra esse moço???
Amigos, tive que editar muito dessa postagem,  ficou extensa,  mas eu confesso: não queria terminar...

Esse assunto, pra mim, é delicioso e vocês todos sabem disto!

Mas enfim, taí a penúltima postagem da Série. Muito obrigada Alessandro , parabéns pela brilhante iniciativa e pela atitude de cunho humanista-social desta "empresa", que abraçou a ideia junto com você, e sucesso cada vez mais!
Espero que todos tenham amado, como eu amei!
Na verdade, ficou-me  somente uma 'dúvida cruel'...não sei se chego até lá para comer um delicioso pãozinho...ou se vou até a Pote de Mel para escolher e ler, tranquilamente, um bom livro...
O que vocês me sugerem?...


Fontes:

Site/blog: http://livroseafins.com


Postar um comentário