quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

É por amor





















Sim, é por amor à vida que cantamos.

E, tantas vezes, choramos também.

É por amor à vida que estamos lutando.

E vamos andando lentamente

Para buscar a luz


E a liberdade das manhâs de sol.

Sim, é por amor,

É por amor à vida

Que marchamos nas madrugadas de lua nova

Levando nos braços a fúria das tempestades, (...)

É por amor à vida

Que escrevemos nas pedras

Os poemas da esperança rebelde

Que pichamos nos muros e nas portas

As frases corajosas de um futuro novo,(...)

É por amor que nos abraçamos, que nos beijamos na esquina

E já não tememos andar de braços dados

Seguindo a bandeira da paz

E da ternura consequente!

Sim, é por amor à vida que desesperadamente amamos.

(Zé Vicente, poeta e músico – Fortaleza, CE-fragmentos)


SIM, É POR AMOR QUE O UNIVERSO DANÇA, INCESSAVELMENTE...


Nota: Justificativa, objetivos, desenvolvimento, como, quando, quem, onde, espaço, atividades envolvidas, avaliação culminância... serão enviados via email.

Postar um comentário