sábado, 16 de janeiro de 2010

Série: Biblioteca - I



E do papiro surgiu o papel...

E do papel...

Para quem não havia tomado conhecimento, no ano 2000 o livro foi eleito a maior invenção da era. Nem a vacina, nem o computador, nem o relógio, nem sequer a nave espacial. Mas um pacote de folhas ordenadas, cobertas de signos. Eis aonde culmina a saga da escrita, esta sim a mais importante das invenções, de tal magnitude, que situa a própria saga humana: antes da escrita, pré-história; História, só depois da escrita. Há 42 séculos transmitindo emoção, diversão e conhecimento, guardados em letras ou sinais pictóricos.
Do papiro riscado com talo de junco molhado em tinta de fuligem, ao computador - que ainda incomoda e intimida milhões de pessoas com seus "olhos de vidro" e sua velocidade eletrônica, mas que não dispensa nem jamais dispensará a escrita.
Quanta mudança, e ironicamente, nada mudou, exceto que ontem nada foi melhor que hoje.
Celebro a palavra impressa, sem a qual eu lhe falaria em papel e você não iria captar nada, e vice-versa.
Celebremos a educação e a difusão cada vez maior do conhecimento. Celebremos as letras.

*Pensamento íntimo: Hei de encontrar-me um dia nos olhos e no sorriso de alguém que queira caminhar ao meu lado.
*Versículo bíblico: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do espírito não pode entrar no reino de Deus.(Jo 3:5)
*Pensamento do dia:Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.
(Buddha Sidharta Gautama / Buda Sakyamuni / Sidarta)
Postar um comentário