segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Os versos que te fiz


Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem para te dizer!
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim para te oferecer

Têm dolência de veludos caros,
São como sedas pálidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer!

Mas,meu Amor,eu não tos digo ainda.
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz

Amo-te tanto!E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!

(Florbela Espanca)

4 comentários:

Sanzinha disse...

Uma das minhas preferidas.

Ótima semana pra vc, Graça!

Beijos!

Dulce disse...

Graça

Você nem imagina o quanto eu gosto deste poema da Florbela!... Lindo demais!...
Beijos e bom dia

Hod disse...

Olá amiga, que bom que vc reativou os Botões.
Feliz escolha por Poema tão lindo.

Permita deixar aqui Eugênio de Andrade.

" É urgente inventar a alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras."

Que a semana traga-lhe bons momentos, com mutias bençãos!!

Forte abraço,

Hod.

Pétala_Rosadinha disse...

Lindo poema, Graça.
é plageável?
RSrs...
Beijos.